sexta-feira, 28 de junho de 2013

Como alterar as partições do disco com Cfdisk

Um disco rígido (e qualquer outro dispositivo de armazenamento) pode ser dividido em pedaços lógicos chamados partições. Um hd pode ter até 4 partições (primárias e estendidas). As partições primárias podem conter sistemas de arquivos normalmente. Já as partições estendidas só podem conter outras partições, chamadas de partições lógicas. Ao todo, cada disco pode ter um total de 16 partições.

No Linux, o primeiro dispositivo sata, ou o primeiro scsi, é identificado como /dev/sda. Cada partição é identificada com um número, indo de /dev/sda1 até /dev/sda4 para partições primárias e estendidas, e de /dev/sda5 até /dev/sda16 para as lógicas.

Há várias ferramentas para criar partições no Linux. Usando interface gráfica temos o Gparted. Na linha de comando temos o fdisk (mais antigo e cheio de recursos), o parted (se você tem um drive maior do que 2Tb), e o cfdisk, que mostro abaixo. Para usá-lo você precisa estar logado como root, e passar como único parâmetro o disco em questão (reparem que não é a partição, mas o disco!).

# cfdisk /dev/sda


No meu exemplo temos 4 partições, 2 primárias (1 e 2), uma estendida (3) e uma lógica (5). Usando as setas acima e abaixo podemos escolher em qual partição iremos trabalhar (ou em qual espaço livre, se houver). Abaixo estão as opções possíveis para a partição escolhida, e podem ser selecionadas usando as seta direita e esquerda. É possível criar, apagar, modificar o tipo e até formatar a partição escolhida. É bem mais fácil do que usar o fdisk.

O cfdisk pode ser instalado via apt-get, ou outro gerenciador de aplicativos, como o Synaptic. Ele está disponível no pacote util-linux.