terça-feira, 13 de agosto de 2013

Cópia física de dispositivos com dd

O dd é um utilitário usado para fazer uma cópia física de um dispositivo de armazenamento. Ele é usado para fazer backup de discos inteiros para uma fita LTO, por exemplo. Mas ele pode ser usado para clonar um disco. 

# dd if=/dev/sda of=/dev/sdb

Neste comando estamos copiando do disco /dev/sda para /dev/sdb. Lembrando que a cópia é física, ou seja, é independente do sistema de arquivos do disco. Setores marcados como defeituosos no disco de origem também serão marcados como defeituosos no disco destino.

Uma opção útil é salvar o setor de boot do disco.

# dd if=/dev/sda of=boot bs=512 count=1
1+0 registros de entrada
1+0 registros de saída
512 bytes (512 B) copiados, 3,3097e-05 s, 15,5 MB/s

Neste comando, os primeiros 512 bytes do disco /dev/sda será salvo no arquivo boot.

Se o micro estiver com falta de memória swap, podemos criar um arquivo de swap usando o dd.

# dd if=/dev/zero of=/swap bs=1024 count=1000000
1000000+0 registros de entrada
1000000+0 registros de saída
1024000000 bytes (1,0 GB) copiados, 9,09284 s, 113 MB/s

Neste comando estamos criando um arquivo /swap vazio  (/dev/zero) contendo 1.000.000 de setores com 1024 bytes cada, ou seja, com 1Gb de tamanho. Em seguida precisamos formatar o arquivo no formato de swap.

# mkswap /swap
Setting up swapspace version 1, size = 999996 KiB
no label, UUID=4549524b-6ca5-456c-86c8-d0c2806e14d7

Agora ativamos a área de swap.

# swapon  /swap

Enfim, o dd é muito útil e deve ser conhecido por todos os administradores de Linux.